Radio Havana Cuba

Uma voz de amizade que percorre o mundo

  • Español
  • English
  • Português
  • Esperanto
  • العربية
  • Français
  • Italiano
  • Siga-nos em
  • Radio Habana Cuba en Facebook
  • Radio Habana Cuba en Twitter
  • Radio Habana Cuba en Youtube
  • Canal RSS principal
  • Enviar mensaje

#NoMasBloqueo #SolidaridadVsBloqueo

Furacão Irma se aproxima de Cuba

Havana, 7 de setembro (RHC).- O poderoso furacão Irma, com ventos contínuos de até 285 quilômetros por hora e categoria Cinco (máximo da escala Safir-Simpson), se aproxima do território cubano. Segundo os prognósticos, o “olho” deve passar ao norte das províncias do centro-leste do país, sem tocar terra firme.

Se prevê um aumento na altura das ondas do mar, empurradas pelos fortes ventos, e penetração das águas nas zonas baixas do litoral. Hoje de manhã se mantinham em fase de Alerta Ciclônica as províncias de Santiago de Cuba, Guantánamo, Granma, Holguín, Las Tunas, Camagüey, Ciego de Ávila e Villa Clara.

O ministro do Turismo, Manuel Marrero, explicou que os mais de 51 mil visitantes estrangeiros que estão hoje no país se encontram em lugares seguros. Disse que o governo do Canadá está ajudando na volta dos que estavam hospedados nas ilhotas do litoral norte, que deverão sofrer o impacto do furacão. Os turistas alojados em zonas de risco estão sendo levados para hotéis em Havana, Varadero, Trinidad e outras localidades que estão mais afastadas do cone de influência do fenômeno atmosférico.

Outras notícias indicam que a corrida-caminhada contra o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA desde o começo dos anos 60, convocada para este sábado nas cidades, povoados e comunidades de Cuba, foi adiada por causa da passagem do furacão Irma. A nova data será anunciada posteriormente.

Em Havana, a representante do PMA, Programa Mundial de Alimentos, Laura Melo, reiterou a disposição desse organismo da ONU de apoiar as autoridades cubanas na fase de recuperação. “Temos um estoque de alimentos que poderiam chegar rapidamente às zonas afetadas”, disse Melo ao recordar uma operação semelhante feita após a passagem do furacão Matthew pelo leste do território cubano em 2016.

A alta funcionária da ONU indicou que a remessa permitiria cobrir as necessidades de arroz e feijão de umas 275 mil pessoas durante um mês, se for necessário.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez
Comentários
Deixe um comentário
Contador de Visitas

3718774

  • maxima: 19729
  • yesterday: 4939
  • today: 4085
  • online: 194
  • total: 3718774